BIOGRAFIA-ROY ROGERS

ROY  ROGERS biografia

                                                                      ROY E O CAvalLO TRIGGER

ROY ROGERS

Roy Rogers foi um famoso cantor e a(c)tor estadunidense, cujo nome verdadeiro era Leonard Franklin Slye (Cincinnati, Ohio, 5 de novembro de 1911 – Apple Valley, Califórnia, 6 de julho de 1998). Ele e sua terceira esposa, Dale Evans, seu cavalo Trigger e seu cachorro, Bullet, apareceram em aproximadamente uma centena de filmes. Fizeram também o programa The Roy Rogers Show, que começou no rádio e depois de nove anos mudou-se para a televisão, onde ficou de 1951 a 1957. Dele participavam ainda dois antigos parceiros no cinema, Pat Brady, (que dirige um jipe de nome “Nellybelle”), e Gabby Hayes. O apelido de Roy era “King of the Cowboys” (Reidos Cowboys), enquanto sua esposa era a “Queen of the West” (Rainha do Oeste) .

                                                    BIOGRAFIA

Em julho de 1912, a família de Rogers mudou-se para uma casa-barco em Portsmouth, Ohio. Em 1919 a família foi morar em uma casa de fazenda, mas como não era suficiente para o sustento, o pai de Rogers foi trabalhar em uma fábrica de calçados na cidade.
Rogers estudou em McDermott, Ohio e quando completou 17 anos sua família retornou para Cincinnati. Rogers passou a trabalhar junto com seu pai e a estudar à noite. Após ser ridicularizado pelos companheiros de classe, ele deixou a escola e nunca mais voltou.


Em 1929, Mary, sua irmã mais velha foi viver em Lawndale, Califórnia com seu marido. Em 1930, Rogers e a família foram visitá-la e alugaram uma casa nas proximidades. Rogers e seu pai empregaram-se como motoristas de caminhão na construção de uma autoestrada. Com dificuldades financeiras devido à Grande Depressão, o pai queria trabalhar em Los Angeles, quando Rogers já havia começado a cantar e tocar seu violão. Ele e um primo começaram a se apresentar em Los Angeles como os The Slye Brothers. Em 1933, Rogers se casou com Lucile Ascolese, mas eles se divorciaram três anos depois.
Após quatro anos de pouco sucesso, Rogers ajudou Bob Nolan e outros a formar o grupo Sons of the Pioneers, em 1934. Logo apareceram as primeiras canções de sucesso como “Cool Water” e “Tumbling Tumbleweeds”. O grupo causou um grande impacto na música estadunidense, notadamente no country’n’western (um dos ramos do country). Além disso, cantou em filmes de John Ford e apareceu em vários outros, inclusive do próprio Rogers.
Em 1935, com o nome de Leonard Slye e como um dos componentes dos Sons of the Pioneers, o ator estreou no cinema, na comédia Slightly Static, um curta-metragem dos estúdios de Hal Roach. Nesse mesmo ano, o conjunto apareceu, entre outros, em Boiadeiro Trovador (Tumbling Tumbleweeds), da série de Gene Autry, outro cowboy cantor famoso. Em 1938, após fazer pequenos papéis em várias películas, Slye, a essa altura já fora dos Sons of the Pioneers, foi

registrado pela Republic Pictures como “Roy Rogers” e estrelou seu primeiro filme, o faroeste B Sob as Estrelas do Oeste (Under Western Stars). A fama de Rogers começou a crescer e chegou e superar Gene Autry na preferência dos inúmeros fãs dos filmes e discos do gênero. Rogers trabalhou como coadjuvante num filme de John Wayne, Comando Negro (Dark Command), de 1940. Em 1944, Dale Evans foi escalada para um de seus filmes, Pulseira Misteriosa (The Cowboy and the Señorita) e, com a morte de sua esposa, Arline Wilkins, ao dar à luz seu filho, Roy Rogers, Jr. (Dusty), eles se casaram em 31 de dezembro 1947 e foram morar em um rancho em Davis, Oklahoma. Foi o terceiro casamento de Dale e eles viveram juntos até o falecimento de Rogers.
Rogers e Dale se tornaram defensores da adoção de crianças, e eles mesmos fizeram isso com muitas. Além dos custos com sua ação filantrópica, Rogers, ao contrário de outros cowboys-cantores, nunca foi milionário pois sempre trabalhou sob contrato dos estúdios de cinema.
Rogers morreu de problemas cardíacos em 1998, aos 86 anos.

                                     Características das filmagens

                    Todos os faroestes B de Roy Rogers até meados de 1944 foram dirigidos por Joseph Kane; do fim desse ano até meados de 1946, John English dirigiu três e Frank McDonald, nove; daí em diante, até o final, em 1951, o diretor foi William Witney.Até 1942, os filmes de Rogers tinham duração semelhante à de todos os faroestes B: entre cinqüenta e sessenta minutos; a partir do ano seguinte, a duração foi aumentada para até setenta minutos, com alguns filmes ultrapassando essa marca, chegando a setenta e nove minutos em Meu Amigo Trigger (My Pal Trigger); curiosamente, a partir de fins de 1948, todos os filmes têm a duração de sessenta e sete ou sessenta e oito minutos.Todos os filmes estrelados por Rogers são em preto e branco, com exceção de alguns dirigidos por William Witney, que foram feitos em TruColor, um processo de fotografia em cores criado pela Republic Pictures e que é considerado, por muitos, como um dos piores da história do cinema.A série passou por três fases distintas: do início até 1942, os filmes privilegiavam a ação, girando muitas vezes em torno de personagens ou fatos históricos e contavam com poucos números musicais; a partir de 1943, a parte musical foi decididamente aumentada, Rogers começou a usar roupas cada vez mais espalhafatosas, temas patrióticos passaram a ser abordados e as histórias se desenvolviam, muitas vezes, em cenários modernos, com aviões, carros, ônibus e espiões se misturando a cavalos, vacas, diligências e pistoleiros à moda antiga; com o fim da guerra, a direção dos filmes foi entregue a William Witney, que voltou a investir nas cenas de ação (em vários casos, violentas para a época), com poucos interlúdios musicais, como no início.

                                      Coadjuvantes e estrelas


Roy Rogers teve os seguintes atores como sidekick (no Brasil, ajudante, boboca ou companheiro), normalmente encarregados dos momentos cômicos: Smiley Burnette (seis filmes, inclusive os dois primeiros), Raymond Hatton (três filmes mais um em que dividiu a função com Gabby Hayes), George “Gabby” Hayes (quarenta filmes), Andy Devine (nove filmes) e Pat Brady (cinco filmes).Depois de famoso, Rogers exigiu que a Republic Pictures colocasse os Sons of the Pioneers em seus filmes. Eles apareceram primeiramente em Red River Valley, de 1941, e depois em todos seus filmes pelos sete anos

seguintes.Além de Pulseira Misteriosa (The Cowboy and the Señorita), de 1944, Dale Evans foi o par romântico de Roy Rogers em mais vinte e sete filmes; várias outras atrizes exerceram essa função, sendo as mais notáveis: Mary Hart (sete filmes e mais um após mudar o nome para Lynne Roberts); Jane Frazee (cinco filmes) e Penny Edwards (idem).Doris Day, a atriz que faz a mocinha no filme Legenda do Vale da Morte (Saga of Death Valley), desistiu da carreira em 1943; não se trata, portanto, da mesma Doris Day que ficaria famosa fazendo comédias com Rock Hudson.

                         O FAMOSO CAVALO TRIGGER

Enquanto Rogers era “O Rei dos Cowboys”, seu magnífico palomino Trigger era chamado de “O Cavalo Mais Inteligente do Cinema”; Trigger chegou a ter uma revista de histórias em quadrinhos com seu nome e morreu em 1965, coberto de fama; uma estátua sua foi colocada na entrada do Museu Roy Rogers-Dale Evans em Victorville, Califórnia.
O violão do cantor country Willie Nelson se chama “Trigger”, em homenagem ao cavalo de Rogers.

                                   Legado e homenagens

No filme Die Hard (no Brasil, Duro de Matar), quando perguntado se ele se achava John Wayne, Rambo ou o Delegado Dillon, John McClane (Bruce Willis) responde que na verdade ele estava mais para Roy Rogers, porque gostava das camisas do cantor.
Elton John gravou a canção Roy Rogers em 1973, em seu álbum “Goodbye Yellow Brick Road”.

                                                          Quadrinhos

Assim como vários astros do western dos anos 1940 e 1950, Roy Rogers também foi adaptado para os quadrinhos, estrelando uma tira de jornal e revistas da Western Publishing. Dentre os artistas, figuram Tom “Al” Mckimson (1907-1998) e seu irmão Charles, além de John Buscema, em início de carreira[1]. Entre os autores, Gaylord DuBois. No Brasil e em Portugal os quadrinhos foram publicados e divulgados nos anos 1960-1970 pela EBAL, nas revistas com o nome do cowboy.

                                         Filmografia

 Todos os títulos em Português se referem a exibições no Brasil. Muitos filmes permanecem inéditos, principalmente as produções de 1941 e 1942.Como Leonard Slye, integrante do Sons of the Pioneers1935Slightly Static, comédia curta-metragemThe Old Homestead, comédia musicalWay Up Thar, comédia curta-metragemBoiadeiro Trovador (Tumbling Tumbleweeds), da série de faroestes B de Gene Autry para a Republic PicturesAstro por Aclamação (The Big Show), idemNo Velho Rancho (The Old Corral), idemO Galante Defensor (The Gallant Defender), da série de faroestes B de Charles Starrett para a Columbia Pictures1936Vingador Misterioso (The Mysterious Avenger),

idemSong of the Saddle, da série de faroestes B de Dick Foran para a Warner BrothersA Mala da Califórnia (The California Mail), idemO Último Romântico (Rhythm of the Range), faroeste A da Paramount Pictures estrelado por Bing Crosby e dirigido por Norman Taurog1937Desmascarando um Impostor (The Old Wyoming Trail), da série de faroestes B de Charles Starrett para a ColumbiaComo Dick Weston1937O Grande Rodeio (Wild Horse Rodeo), da série de faroestes B do trio The Three Mesquiteers para a RepublicThe Old Barn Dance, da série de faroestes B de Gene Autry para a RepublicComo Roy Rogers[Ator coadjuvante ou Convidado especialOnde o Ouro Não é Lei (Jeepers Creepers, 1939), faroeste estrelado pela Família WeaverComando Negro (Dark Command, 1940), faroeste A estrelado por John Wayne e dirigido por Raoul WalshRodeo Dough (1940), curta-metragem sobre o (à época) famoso Rodeio de Palm Springs, CalifórniaO Juiz de Arkansas (Arkansas Judge, 1941), drama passado em cidadezinha do interior e estrelado pela

Família WeaverMeet Roy Rogers (1941), documentário de dez minutos sobre o atorBrasil (Brazil, 1944), comédia musical cuja ação se passa em um Brasil criado em HollywoodA Ilha dos Sonhos (Lake Placid Serenade, 1944), musical romântico, veículo para Vera Ralston, esposa do presidente da RepublicUm Sonho em Hollywood (Hollywood Canteen, 1944), comédia musical com o grande elenco da Warner BrothersOut California Way (1946), faroeste B da série de Monte Hale, o novo cowboy cantor da RepublicRomance, Sorriso e Música (Hit Parade of 1947, 1947), musical romântico, o quarto de uma série de cincoScreen Snapshots Series 27: Hollywood Cowboys (1947), curta-metragem da Columbia sobre diversos cowboys do cinemaMelodia (Melody Time, 1948), animação combinada com musical produzida pela Walt Disney PicturesO Filho do Treme-Treme (Son of Paleface, 1952), faroeste cômico da Paramount estrelado por Bob HopeScreen Snapshots: Hollywood Bronc Busters (1955), curta-metragem da Columbia sobre cowboys de HollywoodValentão é Apelido (Alias Jesse James, 1959), faroeste cômico da United Artists estrelado por Bob HopeA Grande Amizade (MackIntosh & T. J., 1975), pequeno faroeste

estrelado por Rogers e também seu último filmeNo Esplendor de Hollywood (Hooray for Hollywood, 1975), documentário sobre astros dos anos 1930Roy Rogers, O Rei dos Cowboys (Roy Rogers, King of the Cowboys, 1992), documentário de Thys Ockersen sobre o ator[editar]Astro de faroestes BSob as Estrelas do Oeste (Under Western Stars, 1938)Billy the Kid Returns, 1938Volte Para o Rancho (Come On, Rangers!, 1938)Shine On Harvest Moon, 1938Cavaleiros Intrépidos (Rough Riders Round-Up, 1939)Correio da Fronteira (Frontier Pony Express, 1939)Bandoleiro de Uniforme (Southward Ho!, 1939)Traição Infame (In Old Caliente, 1939)O Cowboy de Wall Street (Wall Street Cowboy, 1939)O Bamba do Arizona (The Arizona Kid,

1939)Legenda do Vale da Morte (Saga of Death Valley, 1939)Dias de Jesse James (Days of Jesse James, 1939)O Jovem Buffalo Bill (Young Buffalo Bill, 1940)Cidade Sinistra (The Carson City Kid, 1940)O Cowboy e a Dama (The Ranger and the Lady, 1940)A Lei da Fuga (Colorado, 1940)Sede de Ouro (Young Bill Hickok, 1940)Legião da Fronteira (The Border Legion, 1940)Robin Hood do Oeste (Robin Hood of the Pecos, 1941)In Old Cheyenne, 1941O Xerife de Tombstone (Sheriff of Tombstone, 1941)Nevada City, 1941Bad Man of Deadwood, 1941Jesse James at Bay, 1941Red River Valley, 1941Vaqueiro Errante (Man from Cheyenne, 1942)Exploradores do Oeste (South of Santa Fe, 1942)Sunset on the Desert, 1942Romance on the Range, 1942Sons of the Pioneers, 1942Sunset Serenade, 1942Heart of the Golden West, 1942A Marcha dos Bandoleiros (Ridin’ Down the Canyon, 1942)A Leoa do Oeste (Idaho, 1943)Missão Perigosa (King of the Cowboys, 1943)Aposta Afortunada (Song of Texas, 1943)Caminho Trágico (Silver Spurs, 1943)Man from Music Mountain, 1943Hands Across the Border, 1944Pulseira Misteriosa (The Cowboy and the Señorita, 1944)Rosa do Texas (Yellow Rose of Texas11, 1944)Acidente

Afortunado (Song of Nevada, 1944)San Fernando Valley, 1944Luzes de Santa Fé (Lights of Old Santa Fe, 1944)Utah (Utah, 1945)Os Sinos de Rosarita (Bells of Rosarita, 1945)O Homem de Oklahoma (The Man from Oklahoma, 1945)A Dama do Eldorado (Sunset in El Dorado, 1945)Não Me Encerrem (Don’t Fence Me In, 1945)Senda Romântica (Along the Navajo Trail, 1945)A Canção do Arizona (Song of Arizona, 1946)Arco-Íris do Texas (Rainbow Over Texas, 1946)Meu Amigo Trigger (My Pal Trigger, 1946)Sob os Céus de Nevada (Under Nevada Skies, 1946)Luar do Sertão Texano (Roll On Texas Moon, 1946)Nas Terras de Oklahoma (Home in Oklahoma, 1946)Delegado de Saias (Heldorado, 1946)A Barca do Jogo (Apache Rose, 1947)Sinos de San Angelo (Bells of San Angelo, 1947)Primavera nas Serras (Springtime in the Sierras, 1947)Na Velha Senda (On the Old Spanish Trails, 1947)Aconteceu no Sertão (The Gay Ranchero, 1948)Balas Traiçoeiras (Under California Stars, 1948)Amigo Fiel (Eyes of Texas, 1948)O Luar de Nevada (Night Time in Nevada, 1948)A Sineta de Prata (Grand Canyon Trail, 1948)Fronteira Distante (The Far Frontier, 1948)Mistério do Lago (Susanna Pass, 1949)Trilha do Perigo (Down Dakota Way, 1949)Cavalgada do Ouro (The Golden Stallion, 1949)Médico da Roça (Bells of Coronado, 1950)Crepúsculo na Serra (Twilight in the Sierras, 1950)Vida de Circo (Trigger Jr., 1950)Comoção na Fronteira (Sunset in the West, 1950)Barragem Maldita (North of the Great Divide, 1950)Cowboys em Desfile (Trail of Robin Hood, 1950)Foguete Misterioso (Spoilers of the Plains, 1951)Acusação Injusta (Heart of the Rockies, 1951)O Paladino da Lei (In Old Amarillo, 1951)Ao Sul de Caliente (South of Caliente, 1951)Reduto de Assassinos (Pals of the Golden West, 1951)

+++++++++++++++++++++


MINI BIOGRAFIA FEITA PELO IMDb

              Biografia Mini
Roy Rogers (nascido Leonard Slye) mudou para a Califórnia em 1930, de 18 anos. Ele jogou em tais grupos musicais como The Hollywood Hillbillies, alpinistas Rochosas, Outlaws Texas, e seu próprio grupo, o Cowboys International. Em 1934 ele formou um grupo com Bob Nolan chamados filhos dos pioneiros . Enquanto no grupo que ficou conhecido como Leonard Slye, em seguida, Dick Weston. Suas canções incluiu “Cool Water” e “Tumbling Tumbleweeds”. Eles apareceram pela primeira vez no oeste Rhythm on the Range (1936), estrelado por Bing Crosby e Martha Raye . Em 1936 ele apareceu como um bandido ao lado de Gene Autry em “O Coral Velha”. Em 1937, Rogers saiu em carreira solo a partir de “Os Filhos dos Pioneeres”, e fez seu primeiro filme estrelado em 1938, sob estrelas ocidentais (1938). Ele fez quase 100 filmes. “The Roy Rogers Show” (1951) na NBC de outubro de 1951 a 1957 e na CBS de 1961 a setembro de 1964. Em 1955, 67 dos filmes de seus recursos foram liberados para a televisão.

Cônjuge
Dale Evans ( 31 dezembro 1947 – 06 de julho de 1998) (sua morte)
Graça Arline Wilkins ( 11 de junho de 1936 – 03 de novembro de 1946) (sua morte) 3 filhos
Lucile Ascolese ( 08 de maio de 1933 -?) (divorciados)
Lucile Ascolese ( 08 de maio de 1933 – 08 junho 1936) (divorciados)
Trivialidades


O nome de seu cachorro era bala e apareceu em quase como muitos de seus filmes como fez disparo .
Eleito para o Country Music Hall of Fame em 1980 como um membro dos filhos dos pioneiros e novamente eleito em 1988 como Roy Rogers .
Apelidos: Roy Rogers “King of the Cowboys”, Dale Evans “Queen of the West”, Gatilho “cavalo mais inteligente no Cinema”
Há uma Roy Rogers & Dale Evans Museum em Branson, Missouri.
Roy tem seu cavalo de disparo em 1938 e montou em cada um de seus filmes e programas de TV depois disso. Ele tinha aparecido em um filme anterior, montado por Olivia de Havilland em Como Aventuras de Robin Hood (1938). Gatilho morreu em 1965 aos 33 anos.
Canção de Roy tema, “Happy Trails”, foi escrito por Dale Evans .
Ele tinha dois filhos e uma filha adotiva com Arlene Wilkins.
Ele e sua esposa Dale Evans aprovou quatro filhos, um dos quais – Cheryl Rogers – mais tarde se tornou atriz. Uma de suas filhas e Dale morreu em um acidente de ônibus em agosto de 1964. Um filho adotivo sufocado até a morte em novembro de 1965.


A pequena cidade de Portsmouth, Ohio (EUA) também afirma ser a cidade natal de Roy. Eles também têm um pequeno museu com lembranças e pegadas de disparo e handprints de Roy e empoeirado na calçada em frente ao museu. Todo ano eles tiveram um dia de Roy Rogers e Roy ou Dusty iria fazer uma aparição.
Uma vez recebido 78,852 cartas de fãs em um único mês.
Estrela de mútuo (1944-1951) e NBC Radio (1951-1955) “The Roy Rogers Visualizar”.
Sua aparição em “Mulher Maravilha” (1975), em 1977, reflete sua vida real, como o personagem que interpretou era um homem ocidental que tenha adotado várias crianças. Lado conservador Roy mostrou através, porém, quando ele insistiu para os produtores do show que, para ele concordar em fazer o episódio, a estrela da série Lynda Carter precisava usar mais roupa do que o “maiô” tipo de traje que ela normalmente usava. Rogers venceu fora e Carter usava um top sólida manga vermelha e calça branca chino.
Empossado (com sua esposa Dale Evans ) para o Hall da grandes artistas ocidentais do Cowboy Nacional e Western Heritage Museum em 1976.
Empossado (como um membro dos Filhos dos Pioneiros ) no Salão de grandes artistas ocidentais do Cowboy Nacional e Western Heritage Museum em 1995.
Era um Mestre Maçom. Em outras palavras, ele se tornou um membro da fraternidade maçônica.


Era um forte opositor do controle de armas, e uma vez apareceu em comerciais de TV colocadas pela Associação Nacional do Rifle se opor a uma proposta de proibição proibir certos tipos de armas, na Califórnia.
Uma vez que morava ao lado do ator Val Kilmer (quando Val era uma criança). Quando Roy mudou, as Kilmers mais tarde mudou-se para a sua fazenda de idade. Então, em 1999, Val levou um sósia de disparo no palco do Oscar 1999, em homenagem a Roy Rogers.
Biografia em: “American National Biography”. Suplemento 1, pp 522-525. New York: Oxford University Press, 2002.
Quando Leonard Slye precisava de um “white hat” nome artístico, ele optou por usar o nome de um dentista que havia usado durante sua infância em Ohio. O dentista Roy Rogers teve um filho, neto e bisneto que também compartilham seu nome.
Arline Wilkins, sua segunda esposa, morreu poucos dias após dar à luz seu filho, Roy Rogers Jr. (Dusty). Ela teve complicações decorrentes da cesariana – um coágulo de sangue formado, viajou para o cérebro dela ea matou. Dale Evans , sua terceira esposa, tornou-se mãe de seus filhos quando Dusty foi de 15 meses de idade. Ele e Arline teve três filhos: duas meninas e empoeirados.
Casa de infância era sobre o setor imobiliário que, mais tarde incluído segunda base em Cincinnati Riverfront Stadium.
Sua filha adotiva é pouco Doe Rogers .
Além de seu papel mais famoso como Roy Rogers si mesmo, “Rei dos Cowboys”, Roy pode ser um dos poucos atores, se não o mais famoso, por ter jogado três das maiores lendas do Ocidente: Wild Bill Hickok, William F. Cody (aka Buffalo Bill) e Jesse James . Além disso, na devolução de Billy Kid (1938), ele interpretou o pistoleiro foi morto também.
Perfilado em “Back in the Saddle: Essays on Film ocidental e atores de televisão”, Gary Yoggy, ed. (McFarland, 1998).
Rogers foi convidado a concorrer ao Congresso na chapa republicana em uma hora. Ele respondeu: “Eu tenho tanto democratas e republicanos fãs e eu não posso dar ao luxo de perder nenhum deles!”.
Ele foi premiado com 3 estrelas na Calçada da Fama de Hollywood de Cinematografia em 1752 Vine Street, por rádio em 1733 Vine Street, e para a televisão em 1620 Vine Street em Hollywood, Califórnia.
Os filhos dos pioneiros receberam uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood para gravar em 6843 Hollywood Boulevard, em Hollywood, Califórnia.
Padrinho do Robbie Lee .
O Roy Rogers / Dale Evans Museum foi fechada. Todas as recordações foi vendido em leilão em abril e maio de 2011.

Citações pessoais
Se não houvesse vales de tristeza e morte, nunca poderíamos realmente aprecio o sol da felicidade no topo da montanha.
Quando eu morrer, apenas a pele me para fora e me colocam em idade gatilho e eu vou ser feliz.
[Em 1982] Outra coisa que me queima se é que a Califórnia votou a pena capital e que não tenham eletrocutado ninguém.
[Em 1982, quando perguntado sobre República proprietário Fotos Herbert J. Yates , seu chefe por muitos anos] Eu não quero falar sobre Yates. Vamos apenas dizer que ele não era muito flexível.
[Em 1982] Não muito tempo depois Will Rogers morreu, virou seu rancho em um museu. E não tem nada nele. Então eu fiz a minha mente eu ia manter tudo.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

                     MAIS SOBRE ROY ROGERS

'Roy Rogers on rearing Trigger'

                 Roy Rogers personificava o herói da América cowboy por excelência de cara bom. Do final dos anos 1930 aos anos 1950 a voz de Roy cantar presença e mágico nos tocou a partir de telas de cinema, telas de televisão, rádio e registros, e em incontáveis ??aparições pessoais em todo o país. Em 1943 ele foi declarado “King Of The Cowboys”, um título grande que caber-lhe sem esforço. Enfeitada com alguns dos mais selvagem a farda cowboy, mais extravagante já vi e montado em seu garanhão palomino dourado gatilho, ele era conhecido por mais que sua bela voz para cantar e carreira de ator: Roy Rogers, o homem, era conhecido por sua profunda compaixão. Sua energia para mostrar a bondade parecia não ter fim, como ele colocou a sua compaixão em ação com um fluxo interminável de visitas a hospitais infantis, abrigos, e encontros com as crianças individuais que extremamente necessários para atender seu herói. Roy Rogers galopando em nossos corações como um cowboy filme, mas ficou lá por ser um herói da vida real, um homem que sabia que poderia contar para fazer o que era certo.

Roy Rogers: começos como Leonard Franklin Slye

Roy Rogers nasceu Leonard Franklin Slye em 5 de novembro de 1911. Ele nasceu em Cincinnati, Ohio, na casa de sua família em um edifício residencial de quatro andares de tijolos em 412 Second Street. Ele foi o terceiro de quatro filhos, eo único menino, nascido de Andrew (“Andy”) e Martha Slye (“Mattie”) Slye (nome de solteira Womack). Seu pai trabalhou para a empresa de calçados dos Estados Unidos em Cincinnati, e sua mãe era uma dona de casa que tinha dificuldade para andar devido a ter tido poliomielite aos dois anos.
Menos de um ano depois de Len nasceu a família se mudou para um barco feito de materiais recuperados de madeira e sucata feitas por Andy e seu irmão cego, Will. Em julho de 1912 “Arca de Andy”, como os vizinhos chamaram, deixou Cincinnati e desceu o rio Ohio para Portsmouth, Ohio, onde Andy Slye tinha nascido. Uma vez em Portsmouth Andy trabalhou na fábrica de calçados local, enquanto ele e sua família continuou a viver no barco para os próximos quatro anos. Depois de Len, em cinco anos de idade, foi levado para a delegacia de polícia local para chupar o gelo em um vagão de gelo, Andy e Mattie Slye sua família mudou-se para a terra seca, fazendo o movimento de 12 quilômetros de Portsmouth para a floresta a um pequeno grupo de fazendas e cabanas chamado Run Duck.

'Roy Rogers #2'
Enquanto Mattie e os filhos viviam na fazenda em Run Duck Andy tinha que manter seu emprego na fábrica de calçado em Portsmouth, só pôde voltar para casa para sua família todos os fins de semana. Este Len esquerda, agora seis anos de idade, para aprender um monte de coisas por conta própria. Ele iniciou uma série de que ele viria a descrever como “descobrir coisas”. Ele descobriu como plantar vegetais e como arar atrás de um mula chamado Tom. Ele descobriu como caçar com estilingues e arcos que ele fez a si mesmo, e mais tarde com um .22 rifle de um único tiro seu pai lhe deu. Ele descobriu como criar galinhas e porcos, e como montar uma mula chamado Barney, seu melhor amigo. Quando confrontados com um professor abusivo em sua escola, ele descobriu como se levantar e defender a si mesmo. Embora ele não sabia ler música, ele também descobriu como jogar o bandolim e guitarra. Quando tinha onze anos, seu pai lhe deu um cavalo de corrida ex-carrancudo chamado Babe como presente de Natal, e ele descobriu como ficar com ela quando ela foi tão rápido como ela poderia ir, e como ensinar seus truques. Seus primeiros anos de “descobrir coisas” não parecia digno de nota na época, mas eles ensinaram Len habilidades básicas que o tornaria famoso e amado em todo o mundo anos depois.
Tanto Andy e Mattie Slye foram musical, ea música era um passatempo comum para a família Slye enquanto vivia em Run Duck. As quatro crianças Slye e seus pais, muitas vezes cantaram juntos, com Andy tocando bandolim e Mattie na guitarra. Len poderia jogar o bandolim e guitarra, bem como um clarinete pouco, e cantar excepcionalmente bem. Ele também se tornou muito bom em chamar danças quadrados para os pequenos, locais de convivência, e aprendeu a yodel. Finanças permaneceu duro sobre a família Slye durante seus anos em Run Duck, e Len lembrou do tempo lá com uma mistura de cansaço pelo trabalho duro e constante luta com o dinheiro nunca é suficiente, e carinho para os tempos com seus amigos animais e da sua família. Depois de Len formou a oitava série na escola pequena em Run Duck, ele cursou o ensino médio como um calouro e estudante de segundo ano em McDermott, Ohio, cerca de quatro quilômetros de distância.

Chama Califórnia

Tempos de crise financeira continua a atormentar a família Slye. Quando Len tinha dezessete anos largou o ensino médio ea família se mudou de volta para Cincinnati, onde ele e seu pai, tanto foi trabalhar para a empresa de calçados dos Estados Unidos, a mesma fábrica de seu pai havia trabalhado para mais cedo. Len trabalhou no departamento de palmilha, fazendo cerca de 25,00 dólares por semana. Para fazer sua mãe feliz, ele começou a ir para a escola à noite, mas uma noite, exausto, adormeceu em sua mesa e não acordar até depois que todo mundo tinha ido embora ea sala estava vazia. Ele abandonou a escola alta novamente e desta vez nunca mais voltou.
Até agora a irmã mais velha Len, Maria, se casou e mudou para a Califórnia. Como Len e Andy tornou-se deprimida de viver em uma cidade grande e trabalhar em uma fábrica, Maria enviou-lhes cartas de Califórnia ensolarada. Len começou a sonhar com o que as possibilidades maravilhosas que poderia haver para ele e sua família no Oeste, e em junho de 1930, quando tinha 18 anos, falou de seus pais para fazer a viagem. Len e sua gente combinou seu dinheiro, carregaram sua 1923 Dodge, e rumou para o oeste para ver Maria e olhar ao redor da Califórnia para “ver o que está lá.” Eles rebocado um junker carro atrás deles durante todo o caminho a ser usado para peças quando seu rodeio quebrou, e tirou de Route 66 à noite para dormir fora em cobertores.
Uma vez na Califórnia, marido de Mary tem trabalhos de Andy e Len dirigindo caminhões de cascalho para uma empresa de construção. Len diria mais tarde que era um trabalho duro e suado, mas que ele gostou muito melhor do que a fábrica de calçados. Parecia uma aventura maravilhosa para ele apenas estar lá, e ele adorou trabalhar ao ar livre sob o sol da Califórnia. Depois de quatro meses, porém, seu pai queria voltar para Cincinnati e Len retornou com seus pais. A depressão de idade rapidamente se estabeleceu, no entanto. Mais tarde no mesmo ano, quando Maria do pai-de-lei decidiu ir para a Califórnia, Len foi junto com ele, desta vez para ficar. Pouco tempo depois, seus pais venderam a fazenda em Run Pato e seguiram Maria e Len no Oeste.

Len Slye, Singer

Len segunda vez na Califórnia começou muito parecido com o primeiro. Ele pegou seu antigo emprego de volta dirigindo um caminhão de cascalho e ele sentiu-se feliz e em casa, na Califórnia. Apenas algumas semanas depois que ele conseguiu seu emprego de volta, no entanto, a empresa de construção que trabalhou para faliu. Len, seu pai, e seu primo Stanley Slye tornou-se colheita de frutos de migrantes, sendo pago pelo alqueire e vivendo em campos de migrantes após as colheitas. Dinheiro e comida eram ambos escassos, eo Slye gastou a maior parte do tempo cansado e com fome. Em uma ocasião, Len foi capaz de matar um coelho com um estilingue para o jantar, mas o aroma do coelho fritura trazido tantas crianças famintas de todo o acampamento que os Slyes, com fome, deu-se o coelho para as crianças. Depois Andy Stanley e tocaram suas guitarras para as crianças, enquanto Len cantou.
Ao trabalhar na colheita de frutos migratórias provou ser inútil para os Slyes, Andy dirigiu para Los Angeles para solicitar um emprego em outra fábrica de sapatos. Len, no entanto, decidiu seguir uma carreira como cantora. Ele rapidamente se uniu com seu primo Stanley, faturando-se como irmãos Slye mas a dupla não deu em nada rapidamente. Em seguida, ele se juntou com o Hollywood Uncle Tom Murray Hillbillies, mas hábito Uncle Tom Murray, de não lhe pagar o levou a sair rapidamente. Na persistência de sua irmã Mary, ele então passou a realizar um show amador meia-noite para KMCS rádio em Inglewood, Califórnia. Ele quase engasgou com o medo do palco, mas mais uma vez com a insistência de Maria cantou o que ele descreveu como “algumas canções antigas hillbilly” e saí de lá rapidamente.

O dia depois de Len cantou no programa de rádio amador que recebeu uma ligação em um telefone público perto de onde ele estava hospedado a partir de um homem que era gerente de um grupo chamado os alpinistas Rochosas. Os alpinistas Rochosas eram um grupo instrumental que precisavam de um vocalista, eo homem queria Len para cantar com eles em uma estação de rádio em Long Beach. Mesmo que o trabalho não iria pagar – o grupo só esperava a exposição levaria a pagar empregos – Len estava morrendo de vontade de cantar e aceitaram a oferta. Ele os encorajou a recrutar outro cantor para as harmonias, assim que colocou um anúncio no jornal. Um salva-vidas chamado Bob Nolan, que era um cantor soberbo e compositor aspirante, apareceu na porta e foi trazido a bordo. Logo depois, outro cantor, Bill Nichols, se juntou ao grupo, e Len estava satisfeito com suas harmonias misturadas. O grupo recém-formado era popular no rádio, mas os tempos eram difíceis e ninguém conseguia pagá-los. Após oito meses de vida na maior parte fora do alimento, abrigo e carinho fornecido pelo tocador de banjo e sua esposa, Bob Nolan deixou o grupo para se tornar um caddy no Country Club Bel Air.
Depois de colocar outro anúncio no jornal Tim Spencer, outra excelente cantora, Yodeler e compositor se juntou ao grupo aspirante a fome. Eles renovado e reformulado o grupo várias vezes, tentando obter uma grande oportunidade, e mudou o nome para Internacional Benny Nawahi do Cowboys. Enquanto eles continuaram a cantar e tocar no rádio eles ainda não estavam sendo pagas e sucesso de qualquer tipo era completamente ilusório. Em junho de 1933, após mudanças contínuas com o grupo e mais mudanças de nome, eles começaram uma turnê do Sudoeste como a Cowboys O-Bar-O. O passeio

acabou por ser uma decepção miserável, e desanimado por não multidões, um carro constantemente discriminados e sem dinheiro ou comida, diferentes membros deixou o grupo ao longo do caminho. Em um ponto Len emprestado um rifle e conseguiu caçar uma “lebre stringy” para o jantar uma noite, um falcão para a refeição do dia seguinte, e um melro para a noite depois disso.
Em uma estação de rádio em Roswell, Novo México, os famintos homens jovens falaram sobre suas fantasias de alimentos no ar ea estação recebeu um telefonema de um interlocutor do sexo feminino dizendo que se Len cantava “Yodel O suíço” na noite seguinte no ar, ela seria trazer os jovens uma torta de limão. Len ficou acordado toda a noite praticando, e fiel à sua palavra uma mulher local, juntamente com sua filha, levou o grupo duas tortas de limão caseiro depois que ele cantou a música no rádio. A mulher se apresentou como a Sra. Wilkins, e sua filha como Arlene. Olhando para os jovens sobre a Sra. Wilkins parecia entender as dificuldades que foram resistindo e ela os convidou para um jantar de frango frito no dia seguinte, para que todos ansiosamente apareceu. Como ele saiu Len era tão interessado em Arlene como estava a comida, e ele descreveu mais tarde os seus sentimentos por ela como amor à primeira vista.

Os Filhos dos Pioneiros

'Roy Rogers & Sons of Pioneers'
ROY & ‘THE SONS OF THE PIONEERS’

Após a cowboys O-Bar-O voltaram para Los Angeles a partir de sua turnê desastrosa que restava do grupo separar. Muitos deles sair do negócio da música, todos juntos, com Tim Spencer conseguir um emprego em um Safeway local. Len entrou para outro grupo de cantores, Jack e Outlaws Seus Texas, mas ele foi infeliz cantar com eles. Len, que tinha começado a trocar cartas com as costas Arlene em Roswell cada chance que ele teve, agora concentrou seus sonhos para a formação de outro grupo de canto novo. Ele falou Bob Nolan em deixar seu trabalho como um caddy de golfe, em seguida, falou Tim Spencer em deixar seu emprego na Safeway. Juntos, os três fizeram outra tentativa de ganhar a vida como cantores e músicos. Era 1933, e eles se chamavam Trio Pioneer.


O Trio Pioneer rapidamente tem um monte de trabalho de rádio sem remuneração, trabalhando em troca de obter para fazer propaganda pelo rádio que estavam disponíveis para aluguer. Eles tinham uma harmonia de três partes mágico acompanhada por instrumentais e por vezes yodeling. Um colunista de jornal local, Bernie Milligan, teve um gosto para o grupo e começou a freqüência mencioná-los em sua coluna. Eles começaram a obter trabalho remunerado, e uma estação de rádio contratá-los por dinheiro real: R $ 35,00 por semana para cada um deles.
No início de 1934, enquanto se prepara para uma apresentação de rádio, locutor de rádio Harry Hall chamou os Filhos do grupo dos Pioneiros, em vez do Trio Pioneer. Ele disse que os jovens parecia muito jovem – Len tinha apenas 22 anos na época – para serem pioneiros em si. O novo nome pegou, e os filhos dos pioneiros, com sua mistura de harmonias bonitas, encontrou o sucesso com os trabalhos que efectivamente pagos. Eles não só tiveram sucesso de rádio e aparições pessoais, em agosto de 1934, após a adição de Hugh Farr (um violinista talentoso) para o grupo, eles fizeram suas primeiras gravações. Eles cantaram clássicos como “Tumbling Tumbleweeds” (escrito por membro do grupo Bob Nolan) e “Moonlight On The Prairie” (escrito por MK Jerome, Jasmyn Joan, Spencer Tim, e Nolan Bob). Eles têm um centavo para cada registro que eles venderam.
Acima: Adele Mara e Bob Nolan nos filmes de Rogers Roy “Bells of Rosarita” (1945). Bob Nolan, juntamente com Leonard Slye
(que mudaria seu nome para Roy Rogers) e Spencer Tim, foi membro fundador dos Filhos dos pioneiros.

Os primeiros filmes

Os Filhos do sucesso cantando pioneiros em breve conduziu a suas aparições em vários filmes, incluindo quatro dos primeiros filmes de Gene Autry. Em 1936, eles foram convidados para se apresentar no Centenário Texas, e vai da Califórnia ao Texas Len parou em Roswell, Novo México, o tempo suficiente para se casar com Arlene em seus pais sala.
No início de 1937, os filhos dos pioneiros assinou um contrato para aparecer em uma série de filmes para a Columbia Pictures. Eles apareceram somente em breves intervalos ou como vozes no fundo, mas Len, usando o nome de Dick Weston, também tenho algumas peças pequenas por conta própria. Mas ele queria mais. Ele fez um teste para a Universal na esperança de obter partes maiores e melhores, mas recusou porque ele parecia muito jovem. Quando ele soube que Republic Pictures foi audições para um cowboy canto novo, ele furtivamente pelo portão do estúdio com a esperança de obter uma audição. Assim como ele tem dentro de um guarda o viu e estava prestes a jogá-lo fora quando o produtor do filme aconteceu a passar. Reconhecendo Len como um dos filhos dos pioneiros, ele o convidou para ficar e audição. Quando o teste correu bem, ele foi convidado a voltar no dia seguinte para um teste de tela. O teste de tela foi bem também, e em 13 de outubro de 1937, por US $ 75,00 por salário semana, Leonard Slye tem um contrato de sete anos para se tornar um jogador com contrato Pictures República.

Leonard Slye teve que fazer uma série de adaptações para sua vida após a assinatura com Imagens República. Uma vez que os filhos dos pioneiros tinha acabado de assinar um contrato com a Columbia Pictures rivais para aparecer em uma série de B-westerns, Len tinha oficialmente para deixar o grupo a fim de ter o negócio com a República filme (ele manteve-se próximo ao grupo, no entanto , e continuou a realizar com eles com frequência). O estúdio também queria algumas mudanças em sua aparência física: Desde que os homens mais importantes deveriam ser grandes e fortes, tinham-lhe fazer uma centena de handstands por dia para construir os músculos em sua parte superior do tórax e dos ombros. Eles também achava que seus olhos eram muito squinty e fê-lo usar gotas neles para relaxar os músculos de seus olhos e suas pupilas se dilatam, uma prática que foi interrompida depois que as pessoas escreveram em reclamar o novo visual.


Mas a maior mudança no estúdio queria era o seu nome. No início de 1938, o estúdio mudou o nome na tela de Len de Dick Weston para Roy Rogers. O último nome “Rogers” foi escolhido pelo estúdio por causa da popularidade do recém-falecido Will Rogers. Quando um dos executivos do estúdio sugeriu o uso de “Leroy” como um primeiro nome, Len recusou. Enquanto crescia ele tinha conhecido um garoto que não gosta com esse nome e ele não queria que lhe são atribuídos. Depois de um pouco de consideração Len sugeriu apenas encurtando “Leroy” para “Roy”, eo estúdio gostou.
Roy Rogers começou lentamente com Imagens República. Ele apareceu pela primeira vez em pequenos papéis em “Rodeo Wild Horse” e “Dance The Old Barn”, estrelado por Gene Autry, o cowboy cantando maior parte do tempo. Quando o Sr. Autry se envolveu em negociações de contrato com o estúdio que reatribuída um papel de liderança originalmente destinado para ele a recém-renomeado Roy Rogers. A peça estrelada foi para um ocidental chamado “Cowboy Washington.”

Para seu novo papel como um homem vaqueiro levando, Roy tivesse que escolher um cavalo. Vários cavalos foram trazidos a ele para testar, incluindo um palomino dourado garanhão chamado Nuvem Dourada. Quando Roy Rogers primeiro montou Nuvem de Ouro foi amor à primeira viagem. O jovem ator mais tarde foi citado como dizendo, “eu tenho sobre ele e montou 100 metros e nunca olhou para outro cavalo.” Pouco tempo depois, enquanto trabalhava no conjunto de um ator chamado Smiley Burnette, comentou: “Roy, tão rápido quanto esse cavalo de vocês é, você deveria chamá-lo de gatilho “. Roy gostou da sugestão, tanto que ele rapidamente mudou o nome do cavalo para acionamento. Antes de” Washington Cowboy “foi lançado seu nome foi mudado também,” Under Estrelas ocidentais “, e oficialmente lançou o duo de Roy Rogers e Trigger. (Você pode ler sobre Gatilho Roy Rogers do cavalo aqui .)
“Sob Estrelas Ocidentais” foi um grande sucesso para a Republic Pictures, e Roy Rogers e Trigger começou a fazer uma longa série de westerns de grande sucesso juntos. Enquanto Roy jogou caras bons e maus em seus primeiros filmes, ele rapidamente se tornou conhecido como o herói cowboy bom-moço. Havia um monte de ação ocidental em seus filmes, e embora houvesse sempre maus que precisam ser capturados o humor em seus filmes nunca foi muito assustador, e na verdade muitas vezes era francamente alegre. Mais conhecidos de Roy, os personagens mais freqüentes foram de um homem que era lento para a cólera, rápido no gatilho, e tão rápido para perdoar. Mesmo que houvesse muitas vezes a abundância de carros em volta, ele preferiu montar o seu disparo fiel cavalo, o que ele fez como o atleta ousado e talentoso que ele era. Com olhos brilhantes Roy costumava provocar seus protagonistas com uma natureza ornery bom, e em cada filme ele conseguiu encontrar várias boas desculpas para invadir canção. Assim que seu contrato com a Columbia Pictures, Roy trouxe os filhos dos pioneiros a bordo com ele na Republic Pictures, e eles se juntaram o seu amigo no canto e andando seu caminho através de uma longa lista de filmes de faroeste de sucesso. Roy tornou-se conhecido por suas espectaculares ao estilo de Hollywood roupas ocidentais, armas, coldres e chapéus, e fez com que seu amado disparo foi equipado tão espetacular como ele era.
Gatilho galopava com Roy para o estrelato do cinema, o público deslumbrantes com sua velocidade, beleza e inteligência, sempre aparecendo na hora certa para ajudar o seu parceiro Roy. Juntos, Roy e Trigger pode ter sempre representou o que era certo, mas nunca deixe que ficar no caminho de muita coisa boa, a ação de bombeamento do coração-. No filme após filme Roy e Trigger nunca deixou de empolgar o público com sua ousadia cowboy-e-fiel cavalo-aventuras.
À direita: Trigger vindo para defesa Roy Roger lutando contra um cara mau no “San Fernando Valley,” (1944)

O REI DOS  Cowboys

Estrela Roy continuou a subir, e em 1943 tornou-se o ano, o menino de Pato Run, Ohio mudou oficialmente de um up-and-comer vale a pena manter um olho em um full-blown estrela de Hollywood. Naquele ano Republic Pictures começou a faturar o como “King Of The Cowboys”, um título ousado, considerando todos os cowboys do filme outros ao redor no momento. A coroa, porém, foi natural e por direito de Roy. Multidões se aglomeravam para ver seus filmes e aparições pessoais, e os donos de cinema elegeu o seu número uma estrela ocidental. Revista “Life” colocou em sua capa para a sua edição de julho, confortavelmente sentado em um disparador de criação, a quem ele havia comprado para si próprio. Parte do artigo que acompanha em “Life” leia-se:. “Ele é a pureza desenfreada Ele nunca bebe, nunca fuma, nunca piscina tiros, nunca cospe …… Ele sempre ganha a garota que ele não consegue beijá-la . Ele beija seu cavalo. Seu imenso público teria ele de outra maneira. ”
Além de seus filmes Roy mantido uma agenda estafante de aparências pessoais. Ele apareceu em teatros, em shows em arenas, em rodeios e desfiles, e muito mais. Ele também fez visitas intermináveis ??a crianças em hospitais e abrigos em todo o país, voluntariamente dedicar parte de seu tempo pessoal na esperança de que o “King Of The Cowboys” poderia ajudar os espíritos de seus fãs mais fracos. Toda chance que ele tem ao fazer aparições pessoais Roy colocado disparo de fora da arena ou edifício antes do show para que todas as crianças podiam vê-lo, especialmente os que não podiam dar ao luxo de comprar um bilhete.


Em 1942, Roy e sua esposa Arlene havia adotado uma menina chamada Cheryl Darlene. Em 1943 eles adicionaram uma outra menina para a família quando Arlene deu à luz a filha Linda Lou. Roy Rogers tinha uma família amorosa e crescente. Ele estava no topo do gatilho e juntos estavam no topo do mundo.

         Cowboy And The Senorita”

Em seis dos primeiros filmes de Roy foi se uniu com a atriz Mary Hart (aka Lynne Roberts). Eles foram promovidos pelo estúdio como “Sweethearts Of The West” antes de Hart se cansou de ser uma donzela em uma mulher ocidental e abandonar a série. Depois de Hart parou de tocar senhora levando Roy uma série de atrizes diferentes entrou para os papéis. Naquela época, os papéis não eram exatamente o que a maioria dos aspirantes a atrizes de Hollywood considerada uma boa parte. Roy tinha se tornado uma grande estrela e o papel feminino principal em um de seus filmes jogado violino quarto, na melhor das hipóteses: Sua parte veio atrás de Roy, seu gatilho cavalo, e seu ajudante. No momento em que sua personagem tem que fazer nada não era muito para a esquerda. Ela raramente tem uma boa linha, e nem sequer chegar a beijá-Roy, o herói, no final: “. Coisas piegas” Seus fãs não gostaram qualquer
Em 1944, Dale Evans foi escalada para o papel feminino principal em “Cowboy And The Senorita”, estrelado por Roy Rogers. Roy e Dale tinha conhecido alguns anos antes, em 1941, a Edwards Air Force Base, enquanto entreter os soldados, uma reunião que ambos lembrado como agradável, mas nada extraordinário. Como a maioria das outras atrizes que recentemente jogou oposto Roy, este não foi o papel de Dale sonho, também. Ela queria estrela na Broadway, ou em um grande, polida, Hollywood musical, não em um “sagebrush serial” ocidental. Mesmo assim, ela trabalhou duro, e Roy gostou que ela era um esporte bom e nunca se queixaram das longas horas ou as acrobacias físicas que foram tão cansativo. Roy, que na verdade era bastante tímido, encontrou-a fácil de falar e divertido estar ao redor. Quando “Cowboy And The Senorita” acabou por ser um sucesso o estúdio rapidamente começou emparelhamento Roy e Dale juntos em mais filmes. Dale papéis eram frequentemente uma combinação de ultra-feminino beleza combinada com um espírito corajoso mal-humorada, e apesar de seus penteados bonitos e roupas extravagantes, ela estava sempre pronta para montar um cavalo ou ajudar em uma luta.


Roy e Dale se tornaram bons amigos, ea vida de Roy durante este tempo começou melhor e melhor: Ele continuou a fazer uma série de filmes de sucesso com Dale, que era amigável e fácil de trabalhar, e em casa ele tinha um casamento feliz com Arlene e duas filhas pequenas. Mas então, em 1946, a vida pessoal de Roy experimentou duas mudanças significativas. Um deles foi parar Dale Evans Pictures República e os seus filmes com Roy para assumir um emprego com um estúdio diferente de fazer uma comédia musical. A outra mudança foi incalculavelmente pior: Em outubro de 1946 Arlene deu à luz seu terceiro filho e de Roy, Roy Rogers Jr. (“Dusty”), uma ocasião de alegria que se transformou ao heartbreak oito dias mais tarde, quando Arlene sofreu uma embolia cerebral maciça de um coágulo de sangue e morreu no hospital com Roy a seu lado.

Roy Rogers e Dale Evans

Arlene morte deixou Roy coração partido e um pai solteiro de três filhos pequenos. Sua vida profissional manteve-se altamente bem sucedida e ele continuou a trabalhar duro fazendo filmes e aparições pessoais. Meses depois Dale tinha parado Republic Pictures e Arlene tinha morrido, ele se deparou com Dale em Atlantic City, enquanto ela estava em uma turnê cantando. Ele pediu a seu velho amigo para voltar a fazer filmes com ele e Trigger. Delicadamente, ela recusou. Mesmo que a comédia musical que ela tinha parado de Imagens República para a ferida se não ficar feito, ela ainda estava com fome para fazer uma bem-sucedida, musical de grande orçamento. Ela fez breve voltará a Republic Pictures, mas foi para fazer dois filmes que não eram westerns e que não estrela Roy Rogers. Nem filme foi um sucesso, e logo depois que ela aceitou o convite de Roy para voltar a fazer filmes com ele.
O público adorava que Roy e Dale foram mais uma vez entretê-los na tela de prata e nas aparições pessoais. Como eles começaram a trabalhar juntos novamente Roy e Dale retomaram a amizade. À medida que os meses iam passando a sua amizade se aprofundou e Roy começou a olhar para Dale em uma nova maneira. No outono de 1947 ele propôs casamento com Dale, enquanto ele estava sentado no gatilho, esperando para ser introduzido em um rodeio em Chicago. Ela disse que sim.
Roy Rogers e Dale Evans se casaram em 31 de dezembro de 1947. Na época de seu casamento, ele tinha 36 anos com três filhos pequenos de seu casamento com Arlene, e Dale tinha 35 anos com um filho adulto de um casamento anterior. Eles se casaram na casa de Bill e Alice comparam em Ranch o comparam a L Voando em Davis, Oklahoma. A cerimônia teve um início irregular, quando uma tempestade de neve fechou as estradas e causou o ministro para concluir a sua viagem para a fazenda a cavalo, chegando duas horas de atraso. Roy se era tarde para o altar quando, exatamente como ele estava se dirigindo as escadas para se casar, ele descobriu um incêndio num quarto do andar de cima. Roy e sua melhor corrida Art homem parou de bater o fogo e coloque algumas cortinas em chamas em uma banheira cheia de água, deixando um confuso Dale esperar no altar e se perguntar por que o noivo não estava aparecendo. Apesar do começo difícil, Roy e Dale foram felizes casados ??até a morte de Roy em 06 de julho de 1998, uma extensão de mais de 50 anos.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s